terça-feira, 14 de maio de 2013

Assoalho Pélvico

Olá pessoas, 
Hoje iremos dar início ao tópico de Urologia, falando sobre o ASSOALHO PÉLVICO. Esse post irá ajudar a entender o que é o assoalho pélvico e aos alunos de plantão a relembrar um pouco da tão amada anatomia. Preparados??


        VOCÊ SABE O QUE É O ASSOALHO PÉLVICO??? 

O ASSOALHO PÉLVICO não é um termo muito comum para a maioria das pessoas, porém é de extrema importância para o controle do xixi, das fezes e para a função sexual. Antes de falarmos sobre o assoalho pélvico, precisamos entender um pouco sobre uma estrutura que comporta todos os órgãos pélvicos, e serve como o ponto de fixação dos músculos, a pelve óssea: 

ANATOMIA DA PELVE 
A pelve é formada pelos ossos do quadril (Ílio, ísquio e púbis), junto com o osso sacro e cóccix, está localizada na parte inferior da coluna vertebral, unindo-se a coluna e aos membros inferiores (pernas). 
É dividida em pelve maior (falsa) e menor (verdadeira). A pelve maior é a parte que protege a região abdominal inferior, e a menor, alojam os órgãos internos reprodutivos e as partes inferiores dos tratos urinário e intestinal. 
Apesar da pelve masculina e feminina terem o mesmo desenvolvimento, existe diferença entre ambas. A região da pelve menor Masculina é mais profunda que a feminina (rasa), sua abertura superior é mais estreita e a inferior menor, enquanto a feminina é mais larga e grande, essas adaptações ocorrem para as necessidades da gravidez e parto. No homem ela encontra-se um pouco mais acima que na mulher. 


 
O ASSOALHO PÉLVICO 
O Assoalho pélvico é formado por músculos, ligamentos e fáscias que fecham a parte inferior da pelve (cavidade pélvica), tanto no homem, quanto na mulher. Tem a função de sustentação dos órgãos internos, movimento dos esfíncteres; ajuda no controle do fluxo urinário, de gases e fezes, e sexual; e ainda  possui receptores que aumentam a sensação de prazer sexual. 
 
Os músculos do assoalho pélvico (MAP) estão organizados em duas camadas; superficial e profunda. A camada profunda é constituída pelos músculos isquioscoccígeos (ou coccígeos) e levantadores do ânus (puborretal, pubococcígeo [levantador da próstata/ Pubovaginal] e iliococcígeo), o conjunto desses músculos forma o DIAFRAGMA PÉLVICO. 
 
No homem o diafragma pélvico possui duas aberturas (uretra [canal onde passa a urina e o esperma] e ânus), e na mulher três (uretra, vagina e ânus). Esses músculos, em especial o levantador do ânus, são bastante importantes na sustentação dos órgãos internos, eles permanecem contraídos constantemente, porém, em ocasião de um  aumento da pressão abdominal, como tossir ou espirrar, há uma contração rápida permitindo uma tensão maior neles, mantendo assim os órgãos em sua posição normal, eles também agem no controle das fezes e do xixi, através dos esfíncteres, que são faixas de músculos especializados que contornam esses canais (aberturas) e funcionam como válvulas, permanecendo fechadas a maior parte do tempo, quando vamos urinar, defecar ou durante o ato sexual, a musculatura relaxa e esses canais são abertos, posteriormente essa musculatura contrai, e eles fecham. 

 CLIQUE  PARA AMPLIAR
 

A camada superficial do assoalho pélvico, conhecida como PERÍNEO compreende os órgãos genitais externos e o ânus. No homem ele começa do sacro escrotal (testículos) até o ânus, na mulher da vulva até o ânus. É uma região em forma de dois triângulos, onde a parte de cima compõe o  trígono urogenital e a debaixo, o trígono anal. 


É formada pelos músculos bulboesponjoso, isquicavernoso, transverso superficial e profundo do períneo, esfíncter uretral externo e esfíncter anal externo. Estes têm como função manter o fluxo urinário, além de tornar possível o ato sexual (promove a ereção do pênis e do clitóris, a ejaculação e as contrações da vagina durante o orgasmo) e o parto. (se quiser saber mais sobre esses músculos é só clicar  AQUI). 


 QUAL A IMPORTÂNCIA DOS MÚSCULOS DO ASSOALHO? 
 
Agora já entendemos que existe um conjunto de estruturas que sustentam os órgãos pélvicos, e a mais decisiva são os músculos, que além sustentar o peso e ainda participar do controle de contração e relaxamento, são de fundamental importância para que seja possível excretar substâncias do nosso corpo e também ter relação sexual. Porém, estes músculos podem não desempenhar o seu papel de forma eficaz, por lesão ou fraqueza dos mesmos, isso se dá por diferentes motivos: gestação, parto, avançar da idade, doenças neurológicas e até cirurgias. 
 
Quando a musculatura do assoalho pélvico apresenta fraqueza pode levar à problemas como incontinência urinária, incontinência fecal, e até diminuição de prazer durante o sexo. Por isso, estes músculos podem e devem ser exercitados assim como qualquer outro grupo muscular, através de exercícios específicos e orientados por um fisioterapeuta, são os chamados exercícios de Kegel, onde o individuo aprende a ter consciência da região pélvica e a contrair e relaxar estes músculos corretamente, para não somente tratar os problemas anteriormente citados, mas também para prevenir os mesmos. 
 
 Nas futuras postagens do tópico de urologia iremos mostrar como os problemas causados por fraqueza dessa musculatura ocorrem e como são tratados pela fisioterapia para fortalecimento dessa musculatura!! Fiquem ligados e até a próxima. ;) 
 
 
REFERÊNCIAS:
Silva, C.R, Cinesioterapia do assoalho pélvico feminino; São Paulo, Phorte, 2011;
Moreno, A.L, Fisioterapia em Uroginecologia; 2ª Ed. Ver e ampl, Barueri, SP. Manole, 2009;
Moore, K. L. Dally A.F, Anatomia orientada para clínica; 5ª Ed; Rio Janeiro; Guanabara Koogan, 2007;
Baracho, Elza; Fisioterapia aplicada à saúde da mulher, 5ª ed- Rio de Janeiro; Guanabara Koogan, 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário